FUNDAMENTOS DE CONTROLE DE PROCESSOS

OBJETIVO

 

Introduzir engenheiros e técnicos aos conceitos de controle automático de processos industriais. Aplicação típica para indústrias químicas, petroquímicas, celulose e papel, mineração e siderurgia, alimentícia e farmacêutica, etc.

 

PÚBLICO ALVO

 

Engenheiros e técnicos industriais das disciplinas de processos, equipamentos, instrumentação e automação e eletricidade, principalmente.

Aplicação nas atividades de projeto, operação e manutenção industriais.

Pré-requisitos, formação superior ou experiência anterior no meio industrial típico.

 

RESULTADOS ESPERADOS

 

Dotar os participantes do domínio básico e capacidade para interpretar, avaliar e aplicar técnicas de controle automático de processos industriais, convencionais ou digitais.

 

Proporcionar a assimilação dos benefícios de controles bem fundamentados. Demonstrar benefícios introduzidos pelas técnicas digitais contemporâneas.

 

Suportar aplicações de nível superior: Controles Avançados, Otimização, Indústria 4.0 (IIoT, etc.).

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CAPITULO 1 - MALHA DE CONTROLE

 

    1. FUNÇÕES, COMPONENTES E VARIÁVEIS

    2. CONCEITO DE CONTROLE POR REALIMENTAÇÃO (Feedback)

    3. SIMBOLOGIA PARA FLUXOGRAMAS

    4. SALAS DE CONTROLE CONVENCIONAIS E DIGITAIS

    5. CONTROLES CONTÍNUOS E DISCRETOS

 

CAPITULO 2 - CONTROLADOR

 

    1. INTERFACE COM OPERADOR

    2. BANDA PROPORCIONAL

    3. AÇÕES INTEGRAL E DERIVATIVA

    4. MODOS DE CONTROLE EM MALHA ABERTA

    5. CONTROLADORES ANALÓGICOS E DIGITAIS

 

CAPITULO 3 - DINÂMICA DE PROCESSOS

 

3.1 GRAUS DE LIBERDADE

3.2 INÉRCIA, CAPACITÂNCIA, RESISTÊNCIA E TEMPO MORTO

3.3 SISTEMAS DE PRIMEIRA ORDEM: EQUAÇÃO E RESPOSTA

3.4 CALIBRAÇÃO E SINTONIA

 

CAPITULO 4 - ESTRATÉGIAS DE CONTROLE

 

4.1 MALHAS USUAIS: CASCATA, SPLIT-RANGE, RELAÇÃO, SELEÇÃO

4.2 CONCEITO DE CONTROLES ANTECIPATÓRIOS (Feedforward e Lead-Lag)

4.3 MALHAS COMPLEXAS: COMBUSTÃO - LIMITES CRUZADOS, ADAPTATIVAS

4.4 MALHAS ESPECIAIS:NÍVEL A 3 ELEMENTOS, CONTROLE DE pH E NEUTRALIZAÇÃO

 

CAPITULO 5 - VÁLVULAS DE CONTROLE

 

5.1 DEFINIÇÕES, TERMINOLOGIA E TIPOS

5.2 CONCEITO DE CAPACIDADE: Cv EM Kv

5.3 ESCOAMENTO CRÍTICO – FATOR DE RECUPERAÇÃO DE PRESSÃO

5.4 VAPORIZAÇÃO E CAVITAÇÃO DEFLUIDOS LÍQUIDOS

5.5 ESCOAMENTO DE FLUIDOS COMPRESSÍVEIS – REGIME CRÍTICO

5.6 FÓRMULAS E COEFICIENTES PARA CÁLVULO DE Cv

5.7 ESTABELECIMENTO DAS CONDIÇÕES DE DIMENSIONAMENTO

5.8 SISTEMAS C/ E S/ BOBMBA OU COMPRESSOR: BINÔMIOS (ΔP, VAZÃO)

5.9 CARACTERISTICAS INERENTE E INSTALADA

5.10 FENÔMENOS TERMODINÂMICOS:

5.10.1 - AUTO REFRIGERAÇÃO E CONDENSAÇÃO;

5.10.2 - CONGELAMENTO E FORMAÇÃO DE HIDRATOS

5.11 CÁLCULO E ABATIMENTO DE RUIDO EM VÁLVULAS DE CONTROLE

 

CAPÍTULO 6 - INTERTRAVAMENTOS

 

6.1 CONCEITOS E TECNOLOGIAS

6.2 DIAGRAMAS DE INTERTRAVAMENTOS – PORTAS LÓGICAS E “LADDER”

6.3 CENTROS DE COMANDO DE MOTORES – CCM”s

6.4 EXEMPLO DE APLICAÇÃO

 

CAPITULO 7 - INTRUMENTAÇÃO DIGITAL

 

7.1 CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS

7.2 SISTEMAS DIGITAIS DE CONTROLE DISTRIBUIDO – SDCD’S

7.3 ARQUITETURA DE SISTEMAS DIGITAIS DISTRIBUIDOS

7.4 ESTAÇÕES DE PROCESSO, DE OPERAÇÃO E DE ENGENHARIA

7.5 VIAS DE COMUNICAÇÃO DE DADOS, TELAS DE OPERAÇÃO – HIERARQUIA E CONSTRUÇÃO

7.6 INTEGRAÇÃO DE CONTROLES CONTÍNUOS E DISCRETOS

METODOLOGIA

 

Recursos Adicionais:

  • Apostila

  • O treinamento será feito através de exposição de Slides em Power Point, permitindo a discussão / analise das situações especificas trazidas pelos participantes (Workshop on the Job);

  • Exercícios – Ao final de cada modulo;

  • Apresentação de vídeos Prova final

 

Bibliografia auxiliar:

LIPTAK, BELL. G.

INSTRUMENT ENGINEERS’ HANDBOOK

Chilton Book Company, New York, 1969

SHINSKEY, F. G.

PROCESS CONTROL SYSTEMS

McGraw Hill Book Company, New York, 1967

 

COUGHANOWR & KOPPEL

PROCESS SYSTEMS ANALYSIS AND CONTROL

McGraw Hill Book Company / Kogakusha, New York / Tokio , 1967

 

DRISKELL, LES

CONTROL VALVE SELECTION AND SIZING

Instrument Society of America, 1983

 

GEORGE STEPHANOPOULOS

CHEMICAL PROCESS CONTROLS

An introduction to Theory and Practice

Prentice-Hall International Series, New Jersey, 1984

 

CARGA HORÁRIA

40 Horas Aula

 

  • Segunda a sexta-feira

  • Horário: 08:00 às 17:30 horas - 8 (oito) horas/aula diárias.

  • 2 intervalos de 15 minutos para Coffe Break

  • 1 intervalo para almoço (1 hora) 

 

NÚMERO DE ALUNOS

 

  • Turmas de no mínimo 08 e no máximo de 14 participantes, para um bom aproveitamento do curso.

  • No caso de não atingirmos o número suficiente de inscritos, a Dynamis tem o direito de cancelar, alterar/prorrogar a data de realização do mesmo, restituindo integralmente o valor pago caso o participante escolher em não participar do curso. 

 

PROFESSOR

Luiz Roberto Cunha - Eng. Químico, Escola Politécnica da USP, 1974. Histórico em automação de projetos industriais em refinarias, industrias química e petroquímica, celulose e papel, mineração, biotecnologia, etc.

Atuação em empresas de projetos de engenharia Promon Engenharia S.A., Jaakko Pöyry Engenharia Ltda., Pöyry Tecnologia Ltda. e outras. Execução de projetos conceituais, básicos, estimativas de investimentos (FEED) e detalhados. Experiência sobre as etapas de projeto, construção e montagem, comissionamento e partida de unidades industriais. Atividades didáticas em automação industrial nas entidades FDTE / PECE da Universidade de São Paulo e cursos “in-company”.

 

INVESTIMENTO

 

Valor por aluno

Sob consulta, e-mail: treinamento@dynamiscursos.com.br

 

Condições de pagamento

  • A vista antecipada, com 5% de desconto por meio de boleto bancário, contra apresentação de Nota Fiscal de Serviços após a quitação do mesmo

  • Parcelado em até 06 vezes no boleto bancario, contra apresentação de Nota Fiscal de Serviços após a quitação do mesmo

  • Alunos que se interessarem por inscrição em mais de um curso Dynamis tem desconto de 10% no curso de menor valor

  • Empresas que inscreverem mais de um aluno nos cursos Dynamis tem desconto de 10% no curso de menor valor

  • O valor pago não será reembolsado no caso da ausência do aluno. Apenas, se esta ausência for comunicada com no mínimo 10 dias de antecedência

  • Caso este curso seja cancelado pela Dynamis, hipótese em que fica garantida a empresa e ou aluno a devolução do valor integral já pago.

Dynamis Automação e Cursos Ltda.

Rua Uruguaiana, 1030 - Conj. 52, Bosque

Campinas - SP | CEP 13026-907